Publicado em Ar-condicionado

Guia completo do ar-condicionado portátil!

O ar-condicionado portátil, por não demandar praticamente nenhuma mão de obra, parece ser a solução para todos os problemas relacionados à instalação desse tipo de equipamento. Porém, muitos consumidores questionam se o ar-condicionado portátil é bom e se sua qualidade se equipara à de um modelo do tipo Split (que demandam obras de instalação e, muitas vezes, de pequenas reformas na casa).

Preparamos um guia completo do modelo portátil, para saber se, além de prático, é realmente eficiente e vale a pena investir em um aparelho desse tipo.

Índice

Por que comprar o ar-portátil?

Quais as vantagens desse modelo?

  1. Instalação
  2. Transporte

E as desvantagens?

  1. Eliminação do ar-quente
  2. Acúmulo de água
  3. Ruído
  4. Estética comprometida

Sobre a vida útil

Capacidade

Afinal, ar-condicionado portátil é bom ou não?


Conheça o ar condicionado Portátil!

  • Por que comprar o ar-portátil?

O modelo é útil para aqueles que moram de aluguel, que não podem ou não querem mexer com obras, ou lugares onde não é permitido alterar a fachada, tornando impossível a instalação de outros modelos.

E lembre-se que esse aparelho consegue resfriar áreas de até 20 m2.

  • Quais as vantagens desse modelo?

Instalação 

O modelo portátil não precisa de instalação especializada (você mesmo pode fazer), porque é muito prática, os únicos cuidados necessários envolvem a leitura adequada do manual, e garantir que ele fique perto de uma tomada, com a tensão correta, e de uma janela, o que será explicado mais a frente. Por isso, seu custo benefício acaba sendo maior, pois não existe nenhum gasto, enquanto com os demais modelos a instalação chega a ser igual ou até maior que o custo do próprio equipamento.

Confira o passo a passo da instalação e veja como é fácil e prático instalar esse aparelho da forma correta!13

  1. Rosqueie o conector no tubo no sentido anti-horário;
  2. encaixe o conector junto ao tubo de exaustão no aparelho;
  3. prenda o protetor de chuva na régua;
  4. agregue o combo conector e tubo na régua;
  5. encaixe a régua na janela, adaptando o tamanho da mesma na extensão da abertura;
  6. feche a janela e veja se a régua está bem fixa;
  7. certifique-se de que o tubo não esteja dobrado ou fazendo voltas até a janela;
  8. ligue o seu ar-condicionado e deixe que ele refresque o ambiente!

 

Transporte

É possível carregá-lo de um cômodo para o outro e até mesmo de um imóvel para outro,  como é pequeno também pode ser levado em viagens. E mesmo com o peso significativo dos aparelhos, que chegam aos 30 kg, são fáceis de transportar já que possuem rodinhas.

  • E as desvantagens?

Mas como nem tudo são rosas, esse tipo de aparelho possui algumas desvantagens que fazem questionar se o ar-condicionado portátil é realmente um bom investimento, três dos principais problemas são com relação ao ar quente, à água e ao barulho.

Eliminação do ar-quente

Sem título 3

Todo ar-condicionado precisa eliminar o ar quente para resfriar o cômodo, mas o portátil realiza isso por meio de um duto que fica ligado à janela do local, e também tem  uma régua que o prende a ela. Esses dutos têm até 2m de comprimento e isso acaba limitando a locomoção do aparelho, já que tem que ficar até 2m de alguma janela.

Mas e se meu cômodo não tiver uma janela?

Dificilmente isso será resolvido, você pode tentar colocar o duto na porta para outro cômodo, mas isso vai esquentar esse cômodo e a porta ficaria aberta. Então nesse caso, seria melhor não optar por ele.

Sem título 4

E apesar de os dutos serem resistentes e de longa vida útil, não são tão maleáveis, o que costuma não dar muitas opções de ângulos e curvas que você gostaria para deixar seu ar condicionado na posição exata que lhe agrada, além disso há um limite a angulações máximas indicadas para o duto funcionar bem.

 

Acúmulo de água

Outra limitação de mobilidade que o próprio Ar Portátil causa a si mesmo é em relação ao dreno. Todo equipamento de refrigeração gera água por condensação na troca de calor. Como eles têm um reservatório, em geral de no máximo 2 litros, o ideal é esvaziá-lo sempre que puder, porque o excesso de água faz com que ele pare de resfriar até que você desocupe o compartimento.

Sem título

É importante observar que, mesmo com o reservatório, algumas pessoas deixam o ar perto de ralos, sifões de pias ou até mesmo de um balde, (imagine ter que levantar no meio da noite para esvaziar um balde), porque dependendo da sua localidade, umidade do ar e época do ano, o reservatório de água interno do equipamento não suporta a quantidade de água gerada e é preciso retirá-la.

Ruído

E o outro problema é o barulho, para locais onde se usará durante o dia, a sensação de conforto térmico geralmente supera um possível incômodo por causa do som, mas a noite pode ser diferente. Muitas pessoas não conseguem dormir com esses equipamentos em seus quartos, pois em suma, os portáteis nada mais são que condicionadores de ar comuns split, com a parte externa e a interna juntas em uma só e dentro do mesmo espaço.

Estética comprometida

E uma desvantagem a mais é que os modelos portáteis disponíveis não são muito bonitos quando estão em operação, já que depende de um duto passando pela janela. Mas isso só é relevante se a decoração do ambiente estiver entre as suas prioridades e for mais importante do que o quesito praticidade, por exemplo.

  • Sobre a vida útil

O ar portátil, assim como os demais, tem de 10 a 15 anos de duração. Mas ter alguns cuidados extras ajuda a manter a vida útil do aparelho, por isso guarde o manual de instruções, ele pode ajudar em certos problemas. Sempre limpe os filtros do ar, na hora da drenagem da água faça com atenção. E lembre-se que a manutenção dele deve ser feita uma vez ao ano, com a ajuda de um profissional, ou no máximo um ano e meio.

  • Capacidade

O seu rendimento pode ser inferior aos demais modelos, pode acontecer de entrar ar quente, caso o duto seja mal instalado, o que diminui sua eficiência.

Mas para saber como escolher o ideal para resfriar o seu ambiente é preciso saber quantos BTUs são necessário e isso é feito com um cálculo simples: para cada 1m2 precisa-se de 650 BTUs, então é só multiplicar a área do cômodo por 650.

  • Afinal, ar-condicionado portátil é bom ou não?

Analisando todas as características do aparelho, pode-se dizer que o ar-condicionado portátil é bom para o atendimento de algumas necessidades mais específicas dos consumidores.

Se você está procurando algo duradouro e que não ocupe espaço na sua casa, o melhor é mesmo um ar-condicionado do tipo Split. Mas se o que você realmente deseja é um aparelho que possa ser transportado para qualquer cômodo e seja prático, o aparelho portátil é o modelo ideal.

  • Fique atento e analise a distância entre os locais de uso, para que não dê muito trabalho.

Caso queira pesquisar mais sobre os nossos produtos, clique aqui para ter acesso aos diferentes preços e produtos que possuímos. Sempre procure pelo ar que melhor atenda sua necessidade. A Total Ar está disponível para garantir os melhores preços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s